Botafogo enfrenta o Paraná com vantagem para se classificar na Copa do Brasil

 Botafogo enfrenta o Paraná com vantagem para se classificar na Copa do Brasil
Compartilhar
Pub - Inferior notícias

Time carioca venceu o primeiro confronto e tem a vantagem de jogar pelo empate em duelo válido pela Copa do Brasil

O Botafogo visita o Paraná nesta quarta-feira, às 19h30, em Curitiba, com a tarefa de sustentar a vantagem adquirida no primeiro confronto da terceira fase da Copa do Brasil entre as duas equipes e confirmar a classificação ao estágio seguinte da competição, que voltou a ser disputada após quase seis meses de pausa. Em 22 participações no torneio, o time paranaense nunca conseguiu avançar depois de perder o primeiro duelo e, portanto, busca uma virada inédita.

Paraná e Botafogo duelaram em março, no Engenhão. Na ocasião, o time carioca ganhou por 1 a 0. Com isso, joga nesta quarta pelo empate, enquanto a equipe paranaense precisa vencer por ao menos dois gols diferença para conseguir a vaga direta ou, então, devolver o 1 a 0 da ida para decidir a vaga nas penalidades.

O time carioca aposta no jogo coletivo e também na boa fase do atacante Pedro Raul, artilheiro da equipe na temporada, com seis gols em 12 partidas. Eficiente, ele tem média de 0,5 gol por jogo, o que o coloca à frente de todos os goleados da equipe nos últimos oito anos. O último a ter média superior a 0,5 foi o uruguaio Loco Abreu, em 2010 e 2011.

Foi de Pedro Raul o golaço de voleio no empate em 1 a 1 com o Flamengo na última rodada do Brasileirão. Ele é uma das referências da equipe e deve voltar a ser titular. O jogador retornou recentemente depois de ficar alguns dias afastado para se recuperar da covid-19. Pode ser que faça dupla com Matheus Babi ou jogue sozinho no comando de ataque.

Mas a grande referência do Botafogo mesmo nesta temporada fica à beira do gramado. É o técnico Paulo Autuori, que tem realizado um bom trabalho neste ano. Com uma estratégia bem montada do treinador, o time alvinegro conseguiu vencer o Atlético-MG, então líder do Brasileirão, e quase derrotou o Flamengo, não fosse um gol de pênalti sofrido no último lance.

Duelo de gerações

A experiência de Autuori, de 63 anos, e que já conquistou a Copa do Brasil em 2000, com o Cruzeiro, contrasta com a juventude do comandante do Paraná, Allan Aal, de 41 anos. Depois de ser efetivado no início da atual temporada, ele está fazendo a sua primeira participação como técnico na competição.

Ex-zagueiro, inclusive com passagem pelo Botafogo, Allan Aal era auxiliar até ano passado. Tornou-se técnico neste ano e tem oito vitórias, seis empates e sete derrotas em 21 partidas à frente do Paraná. O treinador conseguiu levar a equipe paranaense à liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, com 11 pontos e nenhuma derrota até aqui.

“Temos que ter a cabeça no lugar porque um desempenho nosso pode provocar a reversão no placar. As oportunidades vão aparecer sabendo que o Botafogo é uma equipe qualificada. A gente tem que ter a confiança no que estamos fazendo. Estamos fazendo bons jogos e agora é valorizar o trabalho dos atletas. Não podemos sair das características do nosso jogo”, analisou Allan, que não poderá contar com o lateral-direito Jean, desfalque porque já atuou no torneio pelo Boa Vista. Juninho deve ser o titular.

Já Autuori, contratado para substituir Alberto Valentim em fevereiro, possui quatro vitórias, sete empates e apenas um revés em 12 jogos oficiais desde que chegou para dar início à sua quarta passagem pelo clube com o qual foi campeão brasileiro em 1995.

“Vamos enfrentar um adversário que tem crescido muito na Série B e vamos trabalhar com o objetivo de passar essa fase. Acho que a equipe tem dado alguma garantia em relação a isso. O que nós precisamos é de continuidade”, afirmou o comandante botafoguense.

Autuori deve escalar a base que vem atuando nos duelos anteriores. É possível que ele desfaça o esquema com três zagueiros, utilizado no clássico diante do Flamengo, e volte a optar pelo 4-3-3.

Portal Terra

Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores.